Ama-se assim tão rápido nos dias de hoje?


.
.
Se há pessoas que me fazem espécie, são aquelas que passado um mês, ou antes, já tratam os respectivos por, amor, mor, morito, morzito e morzão.
Amor, mor, morito, morzito, morzão?
O amor não nasce assim, de um dia para o outro, nem em trinta dias.
Amor vai-se desenvolvendo aos poucos, crescendo e fortalecendo.
Porque, depois, basta uma coisa correr mal, por mínima que seja, e todo aquele amor, pfu! acaba, assim...
Cada vez percebo menos destas coisas, é certo, mas tenho muito respeito pelas palavras e pelos sentimentos, tanto meus, como pelos dos outros.
"Eu amo-o tanto, é o amor da minha vida.".
A
menos que estejam numa relação duradoura e saudável, não digam isto na minha frente, correm o risco de me ver a ter um ataque de riso.
E a culpa é de quem? Ou melhor, de quê? Dessas novelas juvenis que andam por aí, a banalizar os sentimentos e a transmitir ideias erradas, do que é realmente amar, a estes jovens.
É, e não me digam que não!

15 Opiniões Sinceras:

*Sininho* disse...

Concordo plenamente contigo! Há muita gente que não percebe a força das palavras. Eu tento usá-las com verdade. Um dia que diga "amo-te" há-de ser mesmo especial, porque não andei a gastar a expressão a torto e direito.

b.vilão disse...

Nem tão rápido nem tão pouco devagar. Já diria o Roland Barthes que o que se ama é o amor, ama-se a necessidade de amar, não o sujeito em si.

B. Zombie [Vanessa] disse...

concordo plenamente!!! Já fiz um blog post sobre este mesmo assunto. é de doidos.

Sabor a Mim disse...

Não digo não... pq estás cheia de razão :-)

Beijocas e bom fds!

Daniela disse...

Concordo...hoje em dia os sentimentos estão muito banalizados...os jovens de 15 e 16 anos começam a namorar e uma semana depois já usam o "amo-te" por tudo e por nada... Eles não sabem o que é amar...
Isto que algo que me faz imensa confusão pois eu nunca disse "amo-te" e quando disser quero que seja numa situação e para uma pessoa realmente importante e especial.

S* disse...

Amar e deixar de Amar é demasiado frenetico, demasiado rapido. Nao entendo...

disse...

É verdade, os sentimentos e sobretudo as palavras, estão completamente banalizados...

Ana M. disse...

Eu acho que aa palavras amor amo-te são muito fortes devem ser usadas nos momentos certos, não abusadas com muito boa gente faz.

Isabel disse...

Eu não sei de quem é a culpa, mas sei que concordo plenamente contigo :). Está tudo muito banal.

JoanaRita @ disse...

O amor constrói-se aos poucos.
Amor só é amor, quando se constrói aos pouquinhos. :)

Menino do mar disse...

Amar e amor são conceitos tão pessoais, tão próprios de cada um que se torna muito dificil achar isto ou aqilo.
Acho que cada um deve ser feliz como bem entender, com a velocidade que quiser e como se sentir melhor consigo e com o mundo.
Afinal de contas o tempo é tão relativo....

Beijo

Renata disse...

ou "eu amo-te" e só se conheceram no mês passado :|
tens MESMO razão.
um beijo

Ana disse...

Concordo a 100%!

Esse "amo-te", não é o Amor. É um pseudo-amor. mais um.

Rapunzel disse...

Banaliza-se a palavra e o sentimento...

mimanora disse...

É mesmo isso, tens toda a razão!
As palavras já não têm o devido valor, são utilizadas assim ao de leve, sem pensarem na sua força ou significado. Foram banalizadas...

 
Template by suckmylolly.com - background image by elmer.0